Rap Nacional constantemente“ Quem me conhece sabe o que eu penso, o que eu quero. Corro atrás, sempre mais. Não espero. Meu nome, meu retrato estampado nas camisas jamais foram relacionados ao mundinho da brisa”. –E´ o Crime – Tarja Preta. Defende acima de tudo, o rap genuinamente nacional, usa ritmos extraídos de músicas dos consagrados Paulo Sérgio, Toni Tornado e outros.

Wednesday, October 05, 2005

GOG em São Luiz e Teresina .

Agenda no Nordeste - São Luiz e Teresina.

Trazendo no currículo sete discos lançados e o título de primeiro rapper brasileiro a fundar um selo dedicado ao gênero, o Só Balanço, criado em 93, GOG faz do verso um manifesto em prol da informação e do conhecimento.

É o que ele reforça no CD duplo “Tarja Preta”, eleito o melhor álbum de hip hop do ano no prêmio Hutus de 2004– o mais importante do segmento. A autogestão do movimento, a necessidade de profissionalização e de inserção no mercado e o fortalecimento da cena rap no país são alguns dos temas que ele pretende abordar no debate hoje.

“Pertenço à primeira geração do hip hop no Brasil. Em 83, nós éramos um grupinho pequeno em Brasília, que ficava procurando espaços, na rua e em praças, para poder dançar break. Era uma coisa muito mal vista, coisa de vagabundo, a polícia normalmente chegava pondo a gente pra correr. Hoje a situação é bem outra. O próprio poder público está investindo em espaços para o hip hop”, diz o poeta das multidões.

Bringing in the resume seven launched records and the first heading of rapper Brazilian to establish a dedicated stamp to the sort, Alone the Rocking, created in 93, GOG it makes of the verse a manifesto in favor of the information and of the knowledge.

He is what it strengthens in the double COMPACT DISC "Black Tarja", elect the best album of hip hop of the year in the Hutus prize of the 2004- most important one of the segment.

The self management of the movement, the necessity of professionalization and insertion in the market and the fortalecimento of the scene rap in the country are some of the subjects that it intends to approach today in the debate. "I belong to the first generation of hip hop in Brazil.

In 83, we were one grupinho small in Brasilia, that was looking spaces, in the street and squares, to be able to dance break. It was a thing very badly seen, thing of vagabond, the policy normally arrived putting people pra to run.

Today the situation is well another one. The proper one to be able public is investing in spaces for hip hop ", says the poet of the multitudes.


AGENDA DE SÃO LUIZ

GOG fala do ritmo, poesia, violência urbana e política no rap.

Veterano do estilo, o rapper brasiliense participará de eventos em São Luiz capital Maranhese.

O rapper GOG, um dos pioneiros e mais politizados do rap brasileiro, estará em São Luiz para participar de dois eventos que focarão o ritmo, a poesia e os aspectos políticos no hip hop. Participa de uma palestra, bate-papo e workshop, local a definir. Por volta das 22h no espaço do Circo da Cidade no centro de São Luiz fará o fechamento da atividade com show que traz as canções do álbum Tarja Preta e músicas dos disco anteriores, na mesma noite o evento contará com as participações dos grupos Clãnordestino, Flagrante do Piauí e do grupo paulistano Realidade Cruel de Campinas.

Convidado pelo MHHOB, GOG volta a São Luiz pela terceira vez, comentando aspectos de sua trajetória de rapper, iniciada nos anos 80. Como ativista incansável do movimento hip hop, GOG (Genival Oliveira Gonçalves) tem percorrido diversas cidades do país, nas quais toma contato, principalmente, com jovens periféricos e ativistas sociais, como os sem-terras, sem-tetos, ambientalistas. GOG é reconhecido no meio como o poeta do RAP nacional (tem sete CDs gravados). Atualmente, atua em parceria com o cantador Rapadura natural do Ceará e do DJ Tiago de Brasilia.

O objetivo principal do evento é apresentar um panorama sobre sua obra, que tem como base de atuação o eixo Distrito Federal – São Paulo, para discutir caminhos para a independência e fortalecimento do movimento nordestino. Sua amostragem sonora possibilitará uma melhor compreensão , e logicamente, o show contará com os hits, Dia-a-dia na periferia, Assassinos sociais, Brasília Periferia, É o terror, Fogo no Pávio, América Latina sem reféns entre tantos sucessos nacionais do rapper.

A mesa-redonda de quinta, aberta ao público, abordará aspectos da relação Juventude Negra e Violência Urbana , desdobrando esses aspectos propriamente dito, GOG tem como maior força de suas letras o discurso social contundente. Privilegia elementos como a cor da pele, os descaminhos da miséria e a realidade violenta vivida pelas comunidades marginalizadas. Porém não descuida da linguagem, pois domina com mestria a expressão poética no rap – daí a alcunha de poeta.

Além desses encontros, juntamente com o FAVELAFRO - MHHOB, GOG fará visitas a programas de rádios comunitárias, segmentos da sociedade civil organizada e com o núcleo de hip hop.
A mesa redonda e o workshop local a ser definido conta com a parceria do coletivo de hip hop FAVELAFRO e entidades , como estratégia de aproximação da universidade com a comunidade.

GOG speaks of the rhythm, poetry, urban violence and politics in rap. Veteran of the style, brasiliense rapper will participate of events in day in capital Sao Luiz Maranhese.

Rapper GOG, one of the politicized pioneers and more of rap Brazilian, will be in Sao Luiz to participate of two events that will focarão the rhythm, the poetry and the aspects politicians in hip hop. Participates of a lecture, chat and workshop, place to define.

For return of 22h in the space of the Circus of the City in the center of Sao luiz will make the closing of the activity with show that brings the songs of Black the Tarja album and previous musics of the record, in the same night the event will count on the participation of the Clãnordestino groups, Flagrante of the Piauí and the paulistano group Realidade Cruel of Campinas.

Guest for the MHHOB, GOG comes back the Sao luiz for the third time, commenting aspects of its trajectory of rapper, initiated in years 80.
As activist untiring of the movement hip hop, GOG (Genival Oliveira Gonçalves) has covered diverse cities of the country, in which it makees contact, mainly, with young peripherals and social activists, as without-lands, without-ceilings, environmentalist.

GOG is recognized in the way as the national poet it RAP (it has seven CDs recorded). Currently, it acts in partnership with the cantador natural Rapadura of the Ceará and the DJ Tiago de Brasilia.
The main objective of the event is to present a panorama on its workmanship, that has as performance base the axle Federal District - São Paulo, to argue ways for independence and fortalecimento of the movement northeastern.

Its sonorous sampling will make possible one better understanding, and logicamente, the show will count on hits, Day-by-day in the social periphery, Assassins, Brasilia Periphery, Is the terror, Fire in the Pávio, Latin America without hostages between as many national successes of rapper.

The table-round one of fifth, opened the public, will approach aspects of the relation Youth Black and Urban Violence, unfolding these aspects properly said, GOG has as bigger force of its letters the forceful social speech. It privileges elements as the color of the skin, the embezzlements of the misery and the violent reality lived by the kept out of society communities.

However it does not neglect of the language, therefore the poet nickname from there dominates with mestria the poetical expression in rap -. Beyond these meeting, together with FAVELAFRO - MHHOB, GOG it will make visits the communitarian programs of radios, segments of the civil society organized and with the nucleus of hip hop
.

Assessoria de Imprensa e Produção: Leo Cabral (61)92 91 1427/3347 6536
Contatos para Shows e Palestras: (61 ) 3399-6933 (Sinval)
Informações do Favelafro : (98)8136 4570 (DJ Juarez)

FICHAS
Show - GOG, Realidade Cruel, Flagrante- PI e Clãnordestino.

Quando: 28/Julho/2006 - Sexta - Feira
Onde: Circo da Cidade (Próximo ao Terminal de Integração)

Informações: (98)8136 4570 (DJ Juarez)


AGENDA em Teresina.

Lançamento do Casa de Cultura de Hip Hop -
Questão Ideologica.

FESTIVAL DE HIP HOP SEM TRETAS SEM ARMAS
HIP HOP É NOSSA CARA


GOG - BRASILIA
REALIDADE CRUEL - SÃO PAULO

20 GRUPOS DE TERESINA E TIMON
GRAFFITE E BREAK

ENTRADA GRÁTIS - 0800

VAMOS TODOS NA FÉ E PELO HIP HOP DO PIAUÍ

DIA 29 DE JULHO - Sábado
NA POTY CABANA AS 16H